Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SpeechCare



Segunda-feira, 07.10.13

Sim, a voz importa


Dia Mundial da Voz comemora-se a 16 de abril


Logo nos primeiros instantes de vida, anunciamos a nossa chegada com um vigoroso choro, que rapidamente se traduz nas sonoras gargalhadas de quem nos espera. Crescemos e comunicamos a cada momento, recorrendo, também, à voz.

Revelamos sentimentos, influenciamos os outros, tomamos decisões ou fechamos negócios recorrendo a um instrumento tão precioso, que por vezes não sabemos cuidar.

 

Como produzimos voz?


Tal como numa guitarra, o som realizado é resultado da vibração das cordas. Esse som propaga-se no ar e é amplificado na caixa-de-ressonância do instrumento. À sua imagem, é na laringe que se localizam as cordas vocais que, vibrando à passagem do ar expiratório, produzem voz que é modulada de acordo com o que desejamos, nas cavidades de ressonância: laríngea, nasal e oral. Os órgãos articuladores (lábios, língua, entre outros) vão depois “transformar” a voz em fala.

 

As alterações da qualidade vocal podem ter um impacto profundo na qualidade de vida a vários níveis: físico (como alterações da capacidade respiratória), funcional (dificuldade em comunicar em determinados ambientes e em atividades profissionais) e emocional (alteração da autoimagem e autoestima).

 

Partilhamos histórias, conversamos, realizamos pedidos... Ao imaginar que para que tal aconteça precisamos de voz, faz-nos pensar o quanto ela precisa ser bem cuidada.

 

Cuidados a ter com a voz

 

1. Evite fumar

 

2. Evite bebidas alcoólicas

 

3. Cuidado com o ar condicionado e mudanças bruscas de temperatura

 

4. Evite o pigarro e tosses frequentes

 

5. Beba água

 

6. Mantenha uma boa postura corporal, possibilitando a movimentação da laringe e a projeção adequada da voz

 

7. Evite gritar ou falar durante muito tempo

 

8. Quando fizer uso prolongado de sua voz faça um repouso vocal de pelo menos 30 minutos (Qualquer alteração vocal superior a 15 dias deve ser avaliada pelo Terapeuta da Fala e/ou pelo Otorrinolaringologista)

 

Tem dúvidas sobre a sua voz? Envie-nos um email para geral@terapiafala.com

Autoria e outros dados (tags, etc)